Cartografia

Análise dialectométrica e cartografia da variação linguística

 

1 . Descrição do projeto

Este projeto destina-se a aprofundar os estudos na variação linguística e em particular variação geoprosódica, focando essencialmente três línguas românicas:  português, mirandês e galego, embora passível de aplicação a outras línguas. Os resultados serão validados por testes percetuais e complementados por análises dialectométricas conducentes a representação cartográfica. As tarefas envolverão a continuação da recolha de dados no terreno, sua segmentação e codificação, análise acústica experimental, tratamento estatístico dos dados, análise dialectométrica e cartografia.  Estas tarefas, sobre novos dados e dados já existentes, permitirão análises contrastivas do continuum linguístico e uma melhor e mais completa descrição das variedades linguísticas. As ferramentas de análise dialectométrica e cartográfica desenvolvidas durante o projeto constituirão uma mais-valia importante para estes estudos e serão disponibilizadas na web a todos investigadores interessados nesta temática em variedades românicas e não românicas.

2. Objetivo geral

Os principais objetivos dos estudos na variação geoprosódia visam, partindo do conhecimento de estudos e pesquisas já realizados, incorporar novas pesquisas. Estas partem sempre da recolha de dados no terreno, sua análise em ambiente de laboratório de fonética com instrumentos informáticos similares, a fim de permitirem estudos comparados ao nível da variação linguística intra e inter variedades e línguas. Os estudos acústicos, validados e complementados por testes percetuais, análises dialectométricas e cartografia linguística, permitirão melhor compreender as regras de estruturação prosódica da língua portuguesa, confrontá-las com outras línguas e variedades românicas e conhecer a variabilidade geoprosódica no espaço dialectal e nas variedades regionais.O projeto visa a continuidade, desenvolvimento e partilha de investigação no domínio da fonética experimental aplicada ao estudo da variação prosódica, da análise contrastiva entre as variedades românicas, bem como da sua cartografia. Embora o foco seja o diassistema linguístico português, mirandês e galego, estas pesquisas tornam-se  tanto mais relevantes, quanto são também de fulcral importância para o estudo da prosódia no restante domínio linguístico românico. O projeto possibilitará a implementação de abordagens de tipo quantitativo já experimentadas, parcialmente, tanto para a variedade do português europeu, como para o galego.A finalidade última do projeto é, pois, disponibilizar na web, a todos investigadores interessados na temática, uma plataforma de cartografia das variedades prosódicas dialectais do português, galego e mirandês e baseada análise dialectométrica. De salientar ainda que a plataforma cartográfica, concebida inicialmente para variação prosódica, ficará desde logo preparada para a inclusão posterior de outros níveis de variação linguística (fonético, lexical, sintático).

3. Equipa

– Lurdes de Castro Moutinho, Professora Associada, Universidade de Aveiro, Portugal (coordenadora)
– Rosa Lídia Coimbra, Professora Auxiliar, Universidade de Aveiro, Portugal
– Helena Rebelo, Professora Auxiliar da Universidade da Madeira, Portugal
– Luís Fernando Pinto Salema, Doutorando, Universidade de Aveiro/ Universidade Nova de Lisboa, Portugal
– Alberto Gómez Bautista, Professor Adjunto Convidado do ISCA de Lisboa – Instituto Politécnico de Lisboa, Portugal
– Elisa Fernández Rei, Professora Contratada Doutora, Universidade de Santiago de Compostela, Espanha
– Xulio Sousa Fernández, Professor titular, Departamento de Filoloxía Galega, Universidade de Santiago de Compostela, Espanha
– Um tarefeiro da área da informática.